Quarta-feira, 08 de Junho de 2011 - 08h35
Cinzas do vulcão chileno chegam a SC
Nuvem chegou pelo Oeste, mas deve se dissipar em breve.

A cinza provocada pela erupção do vulcão chileno Puyhue chegou a SC, ontem, às 12h, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O fenômeno não causou nenhum tipo de dano ao Estado, pois as partículas estão altas demais, são muito pequenas e não devem chegar ao solo.

A formação de um ciclone extratropical na costa gaúcha e catarinense foi a responsável pela “viagem” das cinzas até o Oeste catarinense, segundo o meteorologista do Inmet Flávio Varone.

Varone explicou que, desde segunda-feira, uma frente fria está se deslocando do norte da Argentina em direção ao Brasil com ventos girando em sentido horário, provocando uma sucção da nuvem vulcânica. Quando a frente fria chegou em território brasileiro e se deslocou em direção ao litoral, iniciou-se o processo de formação do ciclone extratropical.

– A nuvem de fuligem vai se misturar ao ciclone e se dissipar. Por isso, deve passar praticamente imperceptível por aqui. Se não acontecesse esse deslocamento da frente fria, provavelmente a nuvem nem teria chegado ao Brasil – explicou Varone.

Mesmo assim, de acordo com o meteorologista, há risco remoto de uma “chuva” de poeira vulcânica sobre o Estado.

O sul do Paraná também recebeu, ontem, a visita da nuvem. A nuvem vulcânica que está mais intensa na Argentina provocou, ontem, o cancelamento de pelo menos dois voos entre Florianópolis e Buenos Aires, e 57 em todo os país.

Voos foram cancelados também no Chile, Uruguai e Paraguai. Foram 38 viagens da TAM e 19 da Gol. Até a noite de ontem, os voos de hoje estavam mantidos e alguns na Argentina começaram a ser liberados no início da noite.


Fonte: Diário Catarinense


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.