Segunda-feira, 09 de Maio de 2011 - 08h12
Dois mil quilômetros de rodovias estaduais precisam ser restaurados
Santa Catarina necessita de R$ 400 milhões para obras

O governo de Santa Catarina vai buscar R$ 400 milhões da União para restaurar dois mil quilômetros de rodovias estaduais e fazer obras nos 127 pontos onde ocorrem mais acidentes. Na próxima semana o secretário de Infraestrutura, Valdir Cobalchini, deve ir ao Rio de Janeiro entregar a carta-consulta para a obtenção do financiamento ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Na próxima sexta-feira, Cobalchini entrega o projeto para a obtenção do recurso ao governador Raimundo Colombo.  Em seguida, marcará uma audiência com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho. De acordo com o secretário, o objetivo é realizar um grande programa de melhoria nas estradas de SC, para diminuir os acidentes e fazer com que o Estado deixe de ser reconhecido como líder das mortes no trânsito.

Ainda este ano serão investidos R$ 40 milhões do tesouro do Estado para intervir na pavimentação. Na próxima semana, devem ser lançados os editais de licitação dos projetos de recuperação dos três primeiros trechos de rodovias a serem recuperados: 32 quilômetros da SC-458, entre a BR-116 e Campo Belo do Sul; 91 quilômetros da SC-468, entre Chapecó e São Lourenço, e 70 quilômetros da SC-303, entre Fraiburgo, Videira e Joaçaba. Além da restauração, essas vias receberão terceira faixa.

O plano do governo é terminar a restauração dos dois mil quilômetros de rodovias, ou seja, 40% de toda a malha viária, até o final do mandato, em 2014.  A seleção está sendo feita com base em levantamento da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e  do Departamento de Infraestrutura (Deinfra), que elencaram os locais em piores condições de tráfego.

O programa de revitalização é inédito no Estado e considerado urgente, já que o governo anterior, de Luiz Henrique da Silveira, priorizou asfaltar os acessos aos municípios que contavam apenas com estradas de chão, deixando de lado a manutenção das pavimentadas já existentes.

 

Pontos críticos

A expectativa do governo é resolver o problema de 20 pontos críticos, do total de 127 diagnosticados pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ainda este ano. Uma medida importante, já que são nesses locais que ocorrem mais acidentes.

Pelo ranking da PMRv, o ponto mais crítico em Santa Catarina é o km 25 da SC-452, entre a BR-153 e Herciliópolis, no Meio-Oeste, com seis acidentes, alcançando 108,21 pontos na Taxa de Acidentes de Trânsito (TAT), índice que calcula a periculosidade de um trecho da rodovia, com base no número de acidentes sem vítimas, com feridos e com mortes. A rodovia com mais locais perigosos é a SC-438, no Sul do Estado, onde existem 11 pontos de grande risco.

Somente em 2010, foram registrados 10.829 acidentes nas estradas estaduais. Desses,1.583, ou seja, 10%, ocorreram nos 127 pontos críticos.


Fonte: Diário Catarinense


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.