Sábado, 20 de Agosto de 2011 - 09h28
Média das rodovias federais catarinenses é de quase 1,5 morte por dia
Apesar do número negativo, nos últimos 4 dias não foi registrada mortes.

Pela primeira este ano, a Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina (PRF) contou quatro dias sem mortes nas estradas federais que cortam o Estado, de 15 a 18 de agosto. Em 2010, a marca foi alcançada em apenas três oportunidades. Parece pouco, mas chama a atenção, já que a média é de quase 1,5 morte por dia.

Não há muito o que comemorar ainda porque o balanço de acidentes no primeiro semestre do ano mostrou o número de mortes em aceleração em comparação com o período anterior. Foram 479 casos em 2011 contra 386 em 2010, contando só as estradas federais e estaduais.

Os dados sobre o período de dias sem morte nas estradas federais começaram a ser levantados em 2010. Naquele ano, entre 19 e 22 de janeiro, a marca de quatro dias foi alcançada. A segunda e a terceira vez aconteceria apenas em agosto.

Neste ano, as estradas federais de Santa Catarina quase alcançaram o recorde em oito oportunidades. Mas os quatro dias sem mortes foram registrados entre esta segunda e quinta-feira.

— Não dá para comemorar, mas o aspecto simbólico é muito importante. Mesmo porque, na média, passa de uma morte por dia nas estradas federais. Digamos que é um alento esta marca com tanta violência no trânsito — avaliou o chefe de comunicação social da PRF em Santa Catarina, Leandro Andrade do Nascimento.

 

Comportamento é fundamental na prevenção

Doutor em Engenharia do Tráfego e presidente do Instituto de Trânsito e Transportes de Santa Catarina (Icetran), José Lélis de Souza também não vê motivos para comemorar.

— Não podemos pensar que houve uma conscientização coletiva da noite para o dia. Temos que lembrar que não teve feriado e nem foi nos fins de semana. Talvez houve uma fiscalização mais intensa da PRF — opina.

Então, qual o motivo do recorde?

— Assim como acontece muitas mortes um único dia, uma combinação de fatores positivos leva a ter esse recorde. Um deles é o comportamento do motorista. Isso mostra que a postura do condutor é fundamental para evitar tragédias — destacou o chefe de comunicação da PRF.

 


Fonte: Diário Catarinense


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.