Quinta-feira, 18 de Agosto de 2011 - 07h17
Parlamentares criticam ranking da FACISC
Deputadômetro foi apresentado ontem.

O lançamento do site Deputadômetro, da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), tirou os deputados estaduais do sério. Criado pela entidade para ser uma ferramenta de acompanhamento do trabalho parlamentar, o estudo foi criticado na sessão de ontem por trazer um ranqueamento do desempenho dos deputados.

A página só ficou acessível na internet após ser apresentada em plenário pelo presidente da Facisc, Alaor Tissot. Ele defendeu que o instrumento ainda vai passar por aperfeiçoamentos na forma de avaliação dos deputados. O site leva em consideração presença em plenário e nas comissões, número de projetos apresentados e aprovados, participação em audiências públicas e fidelidade partidária.

– Vamos escutar os parlamentares e aperfeiçoar o site – disse o dirigente.

Antes mesmo da fala de Tissot, alguns deputados não poupavam a iniciativa. A principal crítica é que o ranking leva em conta a quantidade de projetos apresentados, sem avaliar os temas que eles tratam.

– Agora está na moda bater em deputado. Aqui não tem guri pequeno – esbravejou o líder do governo Elizeu Mattos (PMDB), oitavo colocado no ranking do site.

Na tribuna, Jailson Lima (PT) criticou os critérios e o nome do site, que considerou pejorativo. Não deixou de ironizar a iniciativa.

– Quem sabe não poderia ser lançado também um “corruptômetro” ou um “sonegômetro” – afirmou o petista, 30º colocado.

Alguns, como Manoel Mota (PMDB) – sexto lugar – e o próprio Jailson, declararam a intenção de fazer pedidos de informação à Secretaria da Fazenda sobre a empresas devedoras de impostos. Mota relembrou a aprovação do programa Revigorar 3, que renegociou dívidas dos empresários. Tissot demonstrou surpresa diante da reação negativa, especialmente em relação à declaração de Mota.

Mesmo o líder do ranking, Sargento Soares (PDT), criticou os critérios e o ranqueamento Disse que não existem “malandros” no parlamento e que os deputados trabalham muito.

– Eu trocaria esse primeiro lugar pela aprovação de um único projeto, que é a lei de anistia aos praças da PM – disse.


Fonte: Diário Catarinense


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.