Terça-feira, 10 de Maio de 2022 - 10h11
​Júri condena homem que matou idoso a facadas em Mondaí
Julgamento aconteceu na semana passada
Foto: Imagem Ilustrativa

Denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Davi Vargas Machado foi condenado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Modaí por homicídio qualificado há 16 anos, três meses e 25 dias de prisão.

Ele matou um idoso de 63 anos com mais de 10 facadas na região do pescoço.

De acordo com a ação penal pública, o crime foi cometido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Valdir Daenecke foi morto no dia 27 de agosto de 2021, por volta das 5h30, às margens da rodovia SC-386, no interior do município de Mondaí.

O corpo do idoso foi encontrado por populares, que acionaram a Polícia Militar.

Durante o processo foram ouvidas nove testemunhas e duas disseram que o condenado não teria se arrependido do crime.

Ainda, relataram que o réu teria utilizado frases homofóbicas ao se referir à vítima, além de enfatizar, após o homicídio, que ‘não gostava desse tipo de gente’.

Perante o Júri, o Promotor de Justiça Diego Henrique Siqueira Ferreira sustentou que o crime teria como uma das motivações o fato de a vítima ser homossexual.

Mais de 10 familiares da vítima acompanharam a sessão do Tribunal do Júri que ocorreu no dia 4 de maio e durou mais de 11 horas.

O réu ainda foi condenado ao pagamento de R$ 15 mil a título de danos morais aos herdeiros da vítima.

Da sentença cabe recurso, mas Machado não poderá recorrer em liberdade.

O Juiz de Direito Raul Bertani De Campos, que presidiu o julgamento, entendeu que ainda prevalecem às circunstâncias que levaram a decretação da prisão preventiva do réu e chegou a lembrar que o condenado fugiu após a audiência de instrução, sendo recapturado no dia seguinte.


Fonte: MPSC


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.