Sexta-feira, 08 de Outubro de 2021 - 08h56 - Atualizado em: Sexta-feira, 08 de Outubro de 2021
Brasil vira contra a Venezuela e mantém 100% nas Eliminatórias
Seleção saiu atrás, mas boa atuação de Raphinha no segundo tempo ajudou a construir placar de 3 a 1 fora de casa
Foto: Yuri Cortez / AFP / CP

Após um susto e um primeiro tempo apático, a Seleção Brasileira do técnico Tite mudou na etapa final. Mesmo com uma atuação abaixo da média, encontrou forças para vencer a Venezuela de virada, por 3 a 1, em Caracas, na noite desta quinta-feira. Com o resultado, manteve os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias, e está cada vez mais perto da classificação para a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

A Venezuela abriu o placar no início do primeiro tempo, com Eric Ramírez, após bom cruzamento de Soteldo. Mas, com boa atuação de Raphinha no segundo tempo, o Brasil chegou à virada com Marquinhos, de cabeça, e Gabriel Barbosa, de pênalti. No fim, Anthony definiu o marcador.

A Seleção Brasileira volta a campo no domingo, para enfrentar a Colômbia, às 18h. A partida, que acontece no estádio Metropolitano de Barranquilla é válida pela 5ª rodada das Eliminatórias, atrasada por conta da pandemia de Covid-19.

Primeiro tempo de boa atuação da Venezuela

O técnico Tite promoveu a estreia de Guilherme Arana, na lateral esquerda, como era previsto. Mais uma vez, Gerson foi escolhido para a função de volante, ao lado de Fabinho. Na armação, Everton Ribeiro começou, ao lado de Paquetá. Sem Neymar, o ataque foi formado por Gabriel Jesus e Gabriel Barbosa.

Mais acesa no jogo desde o início, a Venezuela chegou ao gol logo no começo da partida. E com a participação de um velho conhecido da torcida brasileira. Soteldo recebeu na linha de fundo, e cruzou na medida para a marca do pênalti. O atacante Eric Ramírez ainda contou com o escorregão duplo de Marquinhos e Fabinho para ficar livre e testar no canto, sem chances para Alisson, para abrir o placar para os donos da casa.

O Brasil até tentou reagir e, especialmente com Everton Ribeiro, encontrou escape pela direita. Aos 21, Lucas Paquetá enfiou grande bola para o jogador do Flamengo, que entrou na área livre. Ele buscou o passe, mas contou com o desvio e a bola foi na direção do gol. Ela tocou no travessão antes de a zaga afastar para a linha de fundo.

O Brasil viveu de lampejos no primeiro tempo, e a Venezuela administrou bem a vantagem. Soteldo teve boa atuação e foi o principal nome da etapa inicial, controlando a partida. As jogadas da Venezuela passaram por ele e, por pouco, aos 43, ele não voltou a dar assistência em cruzamento pela direita. A zaga do Brasil afastou e, assim, o prejuízo foi apenas de 1 a 0 ao intervalo.

Raphinha muda o jogo e Brasil vira no segundo tempo

Para tentar reverter o marcador na segunda etapa, o técnico Tite voltou do intervalo com uma alteração. Mas optou por sacar Everton Ribeiro, um dos mais participativos na etapa inicial, para colocar em campo o meia Raphinha, atleta do Leeds United, da Inglaterra.

Ensaiando uma pressão, o Brasil até chegou ao que seria o gol de empate, aos 11 minutos da etapa final. Em cobrança de falta pela esquerda, Thiago Silva apareceu na marca da pequena área, para desviar de cabeça. No entanto, antes mesmo do VAR entrar em ação, o bandeira flagrou corretamente a posição irregular do zagueiro brasileiro, e anulou o gol para manter o placar em 1 a 0 para os donos da casa.

Se faltava futebol para a Seleção Brasileira, era preciso contar com o recurso da bola parada. E ele apareceu a favor do time de Tite aos 25 minutos da etapa final. Em cobrança de escanteio pelo lado direito de ataque, Raphinha, que entrou bem na partida, cobrou na medida. O zagueiro Marquinhos foi no segundo andar, vencendo a zaga da Venezuela, e cabeceou para o chão, sem chances para o goleiro Gaterol, para empatar a partida em 1 a 1.

E encontrou em Raphinha, o melhor jogador da Seleção, a válvula de escape para construir a virada. Foi ele quem achou Vinicius Júnior na direita, livre, para limpar e finalizar sobre o marcador. No rebote, Gabriel Barbosa ficou com ela e foi derrubado, sofrendo pênalti. O jogador do Flamengo bateu com categoria e construiu a virada. No último lance, Anthony definiu o placar em 3 a 1, e manteve os 100% nas Eliminatórias, aproximando ainda mais a Seleção da Copa do mundo de 2022.

Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022

Venezuela 1

Graterol; Hernandez, Mejías, Ferraresi e Oscar González; Rincon, José Martinez, Soteldo e Machis; Peñaranda e Eric Ramírez. Técnico: Leonardo González

Brasil 3

Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Fabinho, Gerson, Everton Ribeiro e Lucas Paquetá; Gabriel Jesus e Gabriel Barbosa. Técnico: Tite

Gols: Eric Ramírez (11/1T), Marquinhos (25/2T) e Gabriel (40/2T) Antony (49/2T)

Cartões amarelos: Bello (Venezuela); Marquinhos (Brasil)

Local: Estádio Olimpico, em Caracas (VEN)

Data e hora: 07/10, às 20h30min


Fonte: Nicholas Lyra


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.