Sábado, 25 de Setembro de 2021 - 15h42
​SC tem aumento de 77,3% nos focos de dengue
Ao todo 116 municípios catarinenses esão infestados por focos do mosquito Aedes aegypti
Foto: Imagem ilustrativa

A Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) informou, através de novo boletim epidemiológico, que, nos primeiros nove meses de 2021, o Estado registrou o aumento de 77,3% nos focos do mosquito Aedes aegypti, em relação ao mesmo período de 2020.

Até o momento, foram identificados 47.850 focos do mosquito Aedes aegypti, em 220 municípios.

Tomando por base os números de 2020, o aumento se dá pelo fato de que, naquele ano, eram 26.989 focos, em 190 municípios do Estado.

Além disso, o órgão de vigilância divulgou que 116 cidades catarinenses estão infestadas pelos focos do vetor que transmite dengue, febre de chikungunya e zika vírus.

Em 2020, eram 103 cidades em situação de infestação. O aumento entre os dois anos é de 12,6%. Confira abaixo as cidades avaliadas em 2021.

Cidades infestadas por focos do mosquito em 2021:

Abelardo Luz;

Água Doce

Águas de Chapecó;

Águas Frias

Anchieta;

Araranguá;

Araquari;

Balneário Camboriú;

Balneário Piçarras;

Bandeirante;

Barra Bonita;

Belmonte;

Biguaçu;

Blumenau;

Bombinhas;

Bom Jesus;

Bom Jesus do Oeste;

Brusque;

Caibi;

Camboriú;

Campo Erê;

Campos Novos;

Catanduvas;

Caxambu do Sul;

Chapecó;

Concórdia;

Cordilheira Alta;

Coronel Freitas;

Coronel Martins;

Cunha Porã;

Cunhataí;

Descanso;

Dionísio Cerqueira;

Entre Rios;

Faxinal dos Guedes;

Formosa do Sul;

Florianópolis;

Galvão;

Garuva;

Gaspar;

Guaraciaba;

Guaramirim;

Guarujá do Sul;

Guatambu;

Ilhota;

Imbituba;

Indaial;

Iporã do Oeste;

Ipuaçu;

Iraceminha;

Irati;

Irineópolis;

Itá;

Itajaí;

Itapema;

Itapiranga;

Jaborá;

Jaraguá do Sul;

Jardinópolis;

Joaçaba;

Joinville;

Jupiá;

Lajeado Grande;

Maravilha;

Marema;

Modelo;

Mondaí;

Navegantes;

Nova Erechim;

Nova Itaberaba;

Novo Horizonte;

Ouro Verde;

Palhoça;

Palma Sola;

Palmitos;

Paraíso;

Passo de Torres;

Passos Maia;

Penha;

Pinhalzinho;

Planalto Alegre;

Porto Belo;

Porto União;

Princesa;

Quilombo;

Rio do Sul;

Riqueza;

Romelândia;

Saltinho;

Salto Veloso;

Santa Helena;

Santa Terezinha do Progresso;

Santiago do Sul;

São Bernardino;

São Carlos;

São Domingos;

São João Batista;

São João do Oeste;

São José;

São José do Cedro;

São Lourenço do Oeste;

São Miguel da Boa Vista;

São Miguel do Oeste;

Saudades;

Seara;

Serra Alta;

Sombrio;

Sul Brasil;

Tigrinhos;

Tijucas;

Tunápolis;

União do Oeste;

Vargeão;

Xanxerê;

Xavantina;

Xaxim.

Dengue

Até o dia 18 de setembro foram notificados 32.466 casos de dengue em Santa Catarina. Desses, 18.968 (58% do total) foram confirmados e 12.449 (38%) foram descartados por apresentarem resultado negativo.

Enquanto isso, 626 (2%) foram classificados como inconclusivos para dengue e 423 seguem sob investigação pelos municípios.

Do total de casos confirmados até o momento, 18.656 são autóctones, ou seja, tiveram transmissão dentro do Estado, enquanto 67 casos são importados e 123 ainda estão em investigação.

Há ainda 122 ‘indeterminados’, pois não foi possível definir o local de transmissão.

Foram registrados 150 casos de dengue com sinais de alarme em residentes nos municípios de Joinville, com 136, Itajaí, com sete, Navegantes, com três, Araquari, com um, Camboriú, com um, Dona Emma, com um e Santa Helena, também com um.

Há ainda nove casos de dengue grave em residentes no município de Joinville, com oito, e Camboriú, com um.


Fonte: ND+


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.