Quinta-feira, 01 de Abril de 2021 - 14h05 - Atualizado em: Quinta-feira, 01 de Abril de 2021
​Homem é preso suspeito de envolvimento na morte de jovem em Descanso
Segundo a Polícia Civil, o investigado foi preso temporariamente por homicídio qualificado
Foto: Redes Sociais / Reprodução

Um homem foi preso suspeito de envolvimento na morte da jovem de 22 anos encontrada carbonizada dentro de casa no Loteamento Horizonte, em Descanso.

Segundo a polícia, ele foi preso temporariamente por homicídio qualificado pelo uso de fogo. O incêndio ocorreu na manhã de domingo (28).

A prisão, que ocorreu por volta das 18h00 do mesmo dia e cidade do crime, foi divulgada pela Polícia Civil na quarta-feira (31).

No entanto, não foi informado qual era a relação do investigado com a administradora Mauriceia Estraich.

O corpo da vítima foi encontrado dentro da residência em que morava com o companheiro, que não estava no local no momento do incêndio.

O fogo teria se espalhado rapidamente na parte de madeira e deixou a casa completamente destruída.

Segundo o delegado Cléverson Luis Müller, o caso intrigou os policiais porque a vítima era jovem e não tinha limitações físicas ou mentais que pudessem ter dificultado a saída dela da casa quando o fogo começou.

No mesmo dia do incêndio, o delegado ouviu o depoimento de sete pessoas, sendo que uma delas apresentou informações divergentes.

"Ele foi preso em flagrante por falso testemunho 12 horas após o incêndio. Enquanto se analisava o auto pela prisão pelo Poder Judiciário, conseguimos coletar novas informações e evidências indicando ele como suspeito de ter praticado o incêndio e solicitamos a prisão temporária", explicou o delegado.

Na noite do crime, ainda segundo o delegado, a jovem estava sozinha em casa e o suspeito tinha essa informação.

Além disso, marcas encontradas pela perícia no corpo da jovem levam a investigação a acreditar que a vítima foi ferida antes do incêndio começar.

O laudo pericial deve indicar se houve fraturas ou agressão antes de ela ser carbonizada.

"Os cachorros da vítima, que dormiam dentro de casa, estavam do lado de fora. Isso reforça a tese de que a porta foi aberta momentos antes do incêndio", disse Müller.

Placas de celulares foram encontradas no local e devem passar por análise para verificar se correspondem ao aparelho da vítima.

Mauriceia era formada em administração e trabalhava em São Miguel do Oeste.


Fonte: G1 / SC


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.