Terça-feira, 26 de Novembro de 2019 - 14h46 - Atualizado em: Terça-feira, 26 de Novembro de 2019
​Dívida faz torcida pedir Grohe de volta, mas Grêmio não cogita retorno
Goleiro deixou o Grêmio em janeiro e recebe mais de R$ 1 milhão no Al-Ittihad, da Arábia Saudita
Foto: Reprodução

A dívida do Al-Ittihad com o Grêmio pela contratação de Marcelo Grohe, fez muitos gremistas pediram o retorno do goleiro em 2020.

O clube gaúcho, no entanto, pensa diferente e sequer cogita o retorno do camisa 1 para a próxima temporada.

Entre as razões estão o alto salário e o entendimento de que é preciso dar espaço aos jovens Phelipe Megiolaro e Brenno, suplentes de Paulo Victor neste ano.

Aos 32 anos, Grohe mais que dobrou o salário na Arábia Saudita. Atualmente, os vencimentos do goleiro são mais altos do que o principal jogador do clube gaúcho em 2019.

O Grêmio sabe disso e entende que é inviável arcar com valores próximos ao recebido pelo goleiro.

O clube, mesmo em processo de cobrança da dívida do Al-Ittihad, em momento algum sugeriu o retorno do jogador como forma de obter acordo com os árabes.

Nas redes sociais, no entanto, os gremistas defendem que a volta de Marcelo Grohe seja tentada. Até mesmo em troca dos R$ 6 milhões (1,3 milhão de euros) em aberto no acordo.

Com 19 anos de Grêmio, Grohe trocou Porto Alegre por Jedá na virada de 2018 para 2019.

Uma lesão na mão fez o camisa 1 encarar uma complexa cirurgia, na Espanha, e ficar afastado por quase 10 meses.

O clube gaúcho não sabia da complexidade do problema, mas depois da operação cita o episódio como outra razão para ter selado acordo.

Além da posição do Grêmio, existe o lado de Marcelo Grohe. O goleiro recebeu a família na Arábia Saudita em outubro. Ou seja, está instalado definitivamente após início de contrato com esposa e filhos ainda em Porto Alegre.

Espaço aos jovens é meta

Se o salário de Grohe é um problema, outro é o plano de dar mais espaço aos jovens. Megiolaro e Brenno compõem o grupo principal e deverão receber mais minutos em 2020. Pelo menos esse é o sonho da diretoria.

Paulo Victor termina a atual temporada em baixa, pelas falhas recentes, mas é defendido internamente. Na defesa, o título do Campeonato Gaúcho diante do Inter, nos pênaltis, é lembrado.

A permanência dele em 2020 é possível.


Fonte: Uol / Esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.