Quinta-feira, 03 de Outubro de 2019 - 05h17
Grêmio arranca empate no fim e segura vantagem do Fla na semifinal
Empate sem gols classifica cariocas
Foto: REUTERS/Diego Vara

O Flamengo dominou o Grêmio, se impôs dentro da Arena tricolor nesta quarta-feira (2), chegou a balançar as redes adversárias quatro vezes - três delas anuladas pelo VAR, mas não conseguiu a vitória que parecia se desenhar no jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores da América.

Após sair na frente com Bruno Henrique, o Rubro-negro viu os gaúchos arrancarem um empate por 1 a 1 com Pepê aos 42 minutos do segundo tempo e segurar uma vantagem carioca que poderia ser ainda maior.

Os times se encaram no duelo de volta no próximo dia 23, no Maracanã.

Com a regra do gol qualificado fora de casa, o Flamengo ainda tem uma vantagem e ficará com a sonhada vaga na final em caso de empate por 0 a 0 no Rio de Janeiro. Empate com gols dá a classificação ao Grêmio. Um novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Em caso de vitória, o ganhador estará na decisão em Santiago (Chile).

VAR trabalha bastante

Por intervenção do VAR, os cariocas tiveram dois gols de Gabigol e outro de Everton Ribeiro anulados. Apesar do protagonismo do árbitro argentino Néstor Pitana e do árbitro de vídeo, o Fla teve o domínio de maior parte da partida e esteve bem mais perto de marcar do que os donos da casa, que chegaram ao empate aos 42 minutos do segundo tempo.

Após o duelo de hoje, as equipes voltam suas atenções para o Brasileiro. No domingo, o Fla encara a Chapecoense, 11h, na Arena Condá. Já o Tricolor recebe no sábado a visita do Corinthians, às 19h.

Quem foi bem: Luan comanda meio e Bruno Henrique é decisivo

Luan, assim como toda a equipe do Grêmio, demorou a entrar na partida, mas, principalmente no segundo tempo, conseguiu fazer o time se movimentar e girar bem a bola no meio de campo. Bruno Henrique foi, novamente, decisivo em uma partida eliminatória desta edição de Libertadores. O atacante, de cabeça, abriu o placar em um momento que o Grêmio se mostrava melhor em campo e foi o protagonista rubro-negro em Porto Alegre.

Quem foi mal: Galhardo e Arrascaeta apagados

O lateral-direito Rafael Galhardo não esteve em uma boa noite. O jogador demonstrou equívocos no sistema defensivo - setor que o Flamengo conseguiu explorar - e, quando foi ao ataque, não conseguiu avançar nas trocas de passes. Pelo lado rubro-negro, Arrascaeta esteve abaixo do que vinha apresentando. Mesmo quando o Flamengo se mostrava com mais posse de bola, o camisa 14 não se mostrou tão ativo.

Que noite! Paulo Victor é "salvo" pelo VAR

Ex-Fla, o goleiro Paulo Victor não teve uma boa noite. Mal em reposições de bola, o gremista foi mal nos lances dos gols anulados de Everton Ribeiro e Gabigol. No primeiro, saiu errado no lance. Já no segundo, colaborou decisivamente para que a bola do rubro-negro entrasse. No gol de Bruno Henrique, o tricolor caiu atrasado e não evitou a bola na rede.

Grêmio muda estilo e depois altera de novo

O primeiro tempo do Grêmio foi diferente. A estratégia clara era explorar a bola longa, rápida, em Everton e Alisson. Um contra-veneno para a pressão do Flamengo e linhas fechadas à frente da área defendida por Diego Alves. Só que o plano não deu certo e os gremistas ficaram longe do gol. Sem nenhuma chance até o intervalo.

Na etapa final, com mais agressividade e retomando o jogo por baixo e com toques curtos, o Grêmio ganhou metros de campo e gerou boas oportunidades. Em ambas, Diego Alves salvou. Durante toda a partida, o fio condutor da atuação tricolor foi empenho máximo. Com pitada a mais de pegada do que na comparação com o desempenho médio na 'era Renato'.

Avassalador no começo e "quase cirúrgico" no segundo tempo

O Flamengo entrou em campo com uma proposta de manter a "marcação alta" que vem fazendo sob o comando do técnico Jorge Jesus. E, desta forma, conseguiu empurrar o Grêmio para o campo de defesa e comandar o primeiro tempo, criando boas oportunidades - dois gols foram anulados. Na volta do intervalo, a equipe rubro-negra teve um momento que perdeu um pouco de presença no meio de campo, vendo o Tricolor gaúcho melhorar -, mas Diego Alves apareceu bem. Sob pressão, o Fla conseguiu ter calma para colocar a bola no chão e chegou ao gol. Ao mesmo tempo, na defesa, ainda havia espaços e o Grêmio aproveitou rara falha.

Arão e Filipe Luís se estranham

Após uma jogada que quase resultou em um gol do Grêmio, Willian Arão e Filipe Luís se estranharam, trocaram empurrões e a coisa quase esquentou ainda mais. A dupla foi contida e resolveu o desentendimento na base do papo.

Cronologia

Aos 21 minutos do 1º tempo, Everton Ribeiro marcou, mas o juiz foi ao VAR e verificou falta de Gabigol na jogada. Dois minutos depois, o auxiliar assinalou impedimento em gol de Gabigol. A equipe que fica na cabine referendou a decisão de campo. Já aos 39, o juiz consultou o árbitro de vídeo para rever falta de Michel em Gerson. Após a checagem, o gremista foi punido com o amarelo. Aos 23 minutos do segundo tempo, Bruno Henrique abriu o placar. Aos 34, novo gol de Gabigol foi invalidado. Pepê empatou aos 42 da etapa final.

Camaradagem

Antes de a bola rolar, os jogadores dos dois times se misturaram e posaram para uma foto no centro do campo. A ação fez parte de uma campanha da Conmebol contra a violência nos estádios

Mau exemplo

Do lado de fora, no entanto, cenas que não combinam com o esporte. Na chegada ao estádio, o ônibus do Flamengo foi alvo de objetos arremessados por gremistas. Não houve maiores danos ao veículo e os jogadores saíram ilesos.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 X 1 FLAMENGO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 02/10/2019, às 21h30

Árbitro: Nestor Pitana (ARG)

Auxiliares: Juan Belatti (ARG) e Hernán Maidana (ARG)

VAR: Mauro Vigliano (ARG)

Gols: Bruno Henrique, aos 23 minutos do segundo tempo, Pepê, aos 42 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Rodrigo Caio (FLA); Kannemann, Michel e Diego Tardelli (GRE)

Cartões vermelhos: -

GRÊMIO

Paulo Victor; Galhardo, David Braz, Kannemann e Cortez; Michel (Maicon) e Matheus Henrique; Alisson (Pepê), Luan e Everton; Diego Tardelli (André). Técnico: Renato Gaúcho

FLAMENGO

Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís (Renê), Willian Arão, Gerson (Piris da Motta) e Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabriel e Bruno Henrique (Vitinho). Técnico: Jorge Jesus


Fonte: Uol / Esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.