Quarta-feira, 10 de Abril de 2019 - 07h21 - Atualizado em: Quarta-feira, 10 de Abril de 2019
As contas do Grêmio para ficar vivo e aumentar chances na Libertadores
Tricolor encara o Rasario na Arena
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio entra em campo, hoje (10), contra o Rosario Central com a obrigação da vitória. Se não ganhar a partida da quarta rodada do grupo H da Libertadores, o time de Renato Gaúcho tem chances de ser eliminado antes mesmo da atual fase. Mas os três pontos como mandante não são a única coisa necessária para o clube gaúcho se reabilitar no torneio.

Além de ganhar em Porto Alegre, o Grêmio precisa ficar de olho no jogo entre Universidad Católica e Libertad-PAR, em Santiago, no mesmo horário de sua partida: 21h30 (Brasília).

Os gremistas torcem contra o time chileno, que tem seis pontos e é segundo lugar no grupo. O Libertad já acumula nove pontos e está muito perto da vaga antecipada. Ao Grêmio, é melhor que os paraguaios dispararem na liderança.

"Basta um tropeço da Universidad Católica para voltarmos a ficar viáveis. Se ganhamos do Rosario e esperarmos um tropeço deles, fica viável nos classificarmos com nossas forças", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio.

Com apenas um ponto em três jogos, o Grêmio é terceiro lugar no grupo pelo saldo de gols (o Rosario Central já levou cinco gols e tem saldo -3 contra saldo -2 do Tricolor).

Com a vitória em Porto Alegre e eventual tropeço da Universidad Católica em casa, a diferença de pontos cai: o que antes era uma distância de cinco pontos se torna no máximo três.

"Só uma coisa interessa: vitória. Independente de jogar bem ou jogar mal. Meio a zero serve. O Renato passa confiança e diz pra gente não fazer loucura", disse Matheus Henrique, volante do Grêmio. "Primeiro temos que focar na nossa partida. Depois a gente vê o resto", completou Jean Pyerre, meia-atacante.

Se o Grêmio empatar com o Rosario Central, a rodada pode até significar adeus imediato.

O resultado ruim em casa, combinado com vitória da Universidad Católica, retira as chances matemáticas de classificação às oitavas de final. O time gaúcho somaria dois pontos e os chilenos chegariam aos 9 pontos. Diferença de sete com apenas duas partidas pela frente.

O Grêmio trabalha o calendário de jogos como seu grande trunfo. Depois do Rosario Central, o time de Renato Portaluppi visita o Libertad-PAR e fecha a fase de grupos em casa. Contra a Universidad Católica.

A partida diante dos chilenos tem chance de ser um confronto direto pela segunda vaga do grupo H. Para isso, os paraguaios precisam disparar na ponta.

Grêmio e Rosario Central se enfrentam hoje (10), na Arena do Grêmio, às 21h30 (Brasília). No primeiro jogo como mandante nesta Libertadores, o time gaúcho perdeu para o Libertad-PAR. Na semana passada, foi derrotado pela Universidad Católica e na estreia, em solo argentino, empatou por 1 a 1.


Fonte: Uol / Esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.