Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018 - 10h12 - Atualizado em: Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018
Projetos de Lei são votados em sessão Legislativa de Riqueza
Encontro aconteceu na terça-feira (4)
Presidente da Casa, João Cavalheiro

Presidente da Casa, João Cavalheiro

Foto: Evandro Maraschin / Rádio Porto Feliz

Aconteceu na tarde da última terça-feira (4), mais uma sessão da Câmara Municipal de Vereadores de Riqueza.

Na ocasião foram votados dois Projetos de Lei de autoria do Executivo municipal.

O primeiro deles, de número 018/2018, autoriza o desmembramento e fusão de imóveis de propriedade do município e transforma parte do imóvel em prolongamento da Rua Euclides Desengrini. O mesmo foi aprovado em segunda votação por unanimidade.

Também foi votado o Projeto de Lei do Executivo, de número 019/2018, que ratifica as alterações realizadas no protocolo de intenções do CIGA, Contrato de Consórcio Público de Informática na Gestão Pública municipal. O documento foi aprovado em primeira votação.

Ainda deu entrada uma indicação de autoria do vereador, Marcos Antônio Garlet.

Ela sugere que se faça cascalhamento nas cabeceiras da ponte na comunidade de Linha Progresso. Após ser defendida pelo autor, a indicação foi aprovada pelos vereadores.

Fizeram uso da palavra, nas explicações pessoais, os vereadores, Liandro Jaezinski, Marcos Antônio Garlet, Edemar Luiz Streg, Ernani Erzen e Caren Rutzen.

O presidente da Casa, vereador João Cavalheiro, também se manifestou sobre os assuntos debatidos durante a sessão.

‘Moção de Apelo’ que será encaminhada a Celesc

A Câmara Municipal de Vereadores de Riqueza aprovou durante a sessão legislativa realizada na terça-feira, uma ‘Moção de Apelo’, que deverá ser encaminhada à Agência Regional da Celesc, Centrais Elétricas de Santa Catarina.

Segundo o texto apresentado, todo o município de Riqueza é usuário da energia elétrica fornecida pela empresa.

Sendo assim há uma grande demanda de usuários e em função disso, acontecem frequentes quedas de energia, principalmente na comunidade de Linha Progresso e localidades vizinhas.

A ‘Moção de Apelo’ pede uma solução urgente do problema por parte da Celesc.

Também é solicitado que seja destinada mais uma chave geral de rede para aquela região, evitando a sobrecarga, para que se evite que tantas famílias fiquem sem abastecimento, em caso de queda de energia.

O documento pede ainda para que em casos de ocorrências, seja dada prioridade para que a equipe do posto de atendimento do município possa atender as chamadas locais com mais agilidade.

A justificativa é que com a falta de energia elétrica, os prejuízos são elevados na agricultura, principalmente na produção de leite, suínos e aves.


Fonte: Rádio Porto Feliz


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.