Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018 - 08h46 - Atualizado em: Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018
​Quatro assaltantes são mortos em confronto com a Brigada Militar
Eles tinham entre 15 e 19 anos
Foto: Reprodução / RBS TV

Um confronto com a Brigada Militar terminou com quatro suspeitos mortos no começo da madrugada de quarta-feira (5), na BR-290, em Arroio dos Ratos, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Conforme a Polícia Civil, um grupo de cinco jovens estava em um carro roubado e teria atirado contra uma viatura da BM durante uma tentativa de abordagem dos policiais.

De acordo com o Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar, os soldados partrulhavam a região, porque tinham recebido uma denúncia de que um grupo atacaria um banco.

Quando os policiais encontraram dois carros rondando a agência e perceberam que um deles era roubado, se aproximaram e foram recebidos a tiros.

Começou então uma perseguição pela cidade. Na BR-290, o carro roubado perdeu o controle e uma segunda troca de tiros com a BM ocorreu. Os cinco ocupantes do veículo roubado ficaram feridos e foram encaminhados para o hospital.

Os quatro jovens que morreram tinham entre 15 e 19 anos. Outro adolescente, de 17 anos, foi baleado. Ele está fora de perigo e foi apreendido. Ele foi autuado por tentativa de homicídio, porte de arma e associação criminosa e levado para a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase). Com o grupo, foram apreendidas cinco armas, segundo a polícia.

Conforme o delegado Pedro Urdangarin, os cinco jovens pertenciam a quadrilhas que estão se formando na região, em cidades como Butiá, Arroio dos Ratos e Charqueadas. Dois deles tinham antecedentes criminais.

"Eles cometeram delitos quando eram adolescentes, quais os delitos deles: porte de armas, tráfico de entorpecentes, roubos, juntamente com maiores de idade. Então, isso aí é uma coisa que eles começam a adquirir uma certa experiência, formam seus grupos, se armam, e partem para fazer esses tipos de delitos", explica o delegado.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Charqueadas. Cinco tiros atingiram o carro da Brigada, mas nenhum policial ficou ferido.

Um sargento, que estava na operação, aceitou falar, mas pediu para não ser identificado.

"Eu tenho fechado de serviço 30 anos, e a gente sabe que o risco é iminente. E, nessa hora, tu não pensa muito, tu só quer voltar para casa. Infelizmente, essa é a nossa realidade hoje. Então, o que a gente vai dizer? A gente lamenta pela mãe, pelo pai, mas era nosso serviço. Era eles ou nós", afirma.


Fonte: G1 / RS


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.