Sexta-feira, 01 de Julho de 2011 - 07h28
Copa América começa hoje
Messi e Neymar são algumas da atrações

Depois de 16 anos, a Copa América volta a ter como sede um país campeão do mundo. Em 1995, jogando em casa, o Uruguai levou o caneco diante do Brasil. Agora, em 2011, a anfitriã Argentina tenta repetir o feito da Celeste tendo o craque Lionel Messi como o grande maestro. Por outro lado, a seleção canarinho, algoz dos hermanos nas duas últimas edições do torneio, busca o tri para consolidar um grupo que buscará o hexa em 2014 e cuja estrela é Neymar. A dupla, por sinal, conta com objetivos similares. Considerado o maior jogador do Santos depois de Pelé aos 19 anos de idade, Neymar quer conquistar seu primeiro título com o Brasil e virar, de vez, a grande referência do time verde e amarelo. Já Messi, que completou 24 na semana passada, já levou tudo que se pode sonhar com o Barcelona. Mas com a seleção argentina principal... Ou seja, para ambos, a Copa América que começa nesta sexta-feira, com o duelo entre os donos da casa e a Bolívia, pelo Grupo A, é quase um Mundial.

Mas querendo acabar com essa “decisão dos sonhos” entre Argentina e Brasil, está o Uruguai. Empolgado pela boa campanha na Copa do Mundo de 2010, quando ficou em quarto lugar, vendendo muito caro a vaga na final para a Holanda, a Celeste Olímpica também tem sua jovem estrela em busca de canecos: o atacante Luis Suárez. Com a mesma idade de Messi e contratado pelo Liverpool no início do ano, ele é a grande esperança do técnico Oscar Tabarez, que deve colocar Suárez ao lado do experiente Forlán e de Cavani, outro atleta em ascensão no futebol europeu. O atacante do Napoli foi o vice-artilheiro do último Campeonato Italiano, com 26 gols. Os uruguaios debutam na Copa América na segunda-feira, em San Juan, contra o Peru, pelo Grupo C do torneio.

Os peruanos, por sinal, assim como os bolivianos, não são tão badalados e nem contam com nenhum grande nome que brilha o Velho Continente. Por outro lado, ambos países já levantaram um título ao menos da Copa América. Feito que os chilenos, que entram com o badalado Alexis Sánchez como o maior astro da delegação, nunca conseguiram. Por isso, o atacante do Udinese, disputado a peso de ouro por gigantes como Barcelona e Chelsea, tem missão parecida com a de Messi e Neymar, mas um pouco até maior: não ganhar apenas seu primeiro troféu com o Chile, mas levar o primeiro troféu de peso em toda a história da seleção andina, que estreia diante do México. Convidados, os mexicanos, assim como a Costa Rica, chegam à Argentina com uma equipe formada basicamente por atletas sub-23 por conta da recém encerrada Copa Ouro.

Considerado o rival mais complicado para o Brasil no Grupo B, o Paraguai chega para a Copa América sem o seu principal jogador na Copa do Mundo de 2010: Oscar Cardozo. O matador do Benfica, sem nenhuma explicação, ficou fora da lista do técnico Gerardo Martino. A esperança de gols agora fica ao cargo do argentino naturalizado paraguaio Lucas Barrios, campeão alemão com o Borussia Dortmund na última temporada. Os guaranis fazem seu primeiro jogo na Copa América diante do Equador, domingo, em Santa Fé. Se o Paraguai é o grande adversário do Brasil, a Argentina tem na Colômbia seu teste mais forte no Grupo A. E o time do técnico Hernan Dario Gomez conta com a excepcional fase de Radamés Falcao, figura de destaque do Porto campeão português e da Liga Europa, para complicar a vida dos hermanos.

A Copa América pode não ter um brilho tão intenso como o de um Mundial, mas tem estrelas que estão encantando o planeta. A partida de abertura da Copa América é hoje as 21h45min entre Argentina e Bolívia.       


Fonte: Globo.com


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.