Quinta-feira, 04 de Agosto de 2022 - 13h37
Inter encara o Melgar pelas quartas da Sul-Americana
Jogo de ida ocorre no Peru
Foto: Ricardo Duarte / Inter

O Inter vislumbra no horizonte a possibilidade de voltar a uma decisão continental e está a quatro jogos da finalíssima da Sul-Americana em Córdoba, na Argentina. A reformulada equipe de Mano Menezes depende, claro, de confirmar o bom momento contra o Melgar, a partir desta quinta-feira, às 19h15, em Arequipa, a 2.300 metros acima do nível do mar. A escalação será a mesma que iniciou contra o Atlético-MG no último domingo, mas bem diferente da usada no início da competição.

A mudança de fotografia do elenco aconteceu durante a competição. Da estreia no Equador, contra o 9 de Outubro, até as quartas de final, peças chegaram e elevaram o patamar da equipe. Mano, Vitão, Renê, Alan Patrick, Pedro Henrique e Wanderson não estiveram presentes na 1ª rodada. De Pena e Alemão ainda sofriam com a desconfiança do torcedor.

Do provável time para enfrentar o Melgar nesta quinta, apenas quatro jogadores não foram contratados nesta temporada: Daniel (oriundo das categorias de base), Mercado (contratado em 2021), Edenilson (no clube desde 2017) e Mauricio (contratado em 2020).

Na contramão das contratações, o departamento de futebol trabalhou para oxigenar o elenco e negociar, em especial, jogadores marcados pelo período sem títulos. Entre as saídas, destacam-se Heitor, Cuesta, Moisés, Dourado e Wesley Moraes.

A última vez em que o Inter esteve envolvido em uma final continental foi na Recopa Sul-Americana de 2011, quando conquistou o título ao derrotar o Independiente no Beira-Rio, com atuação de gala de Leandro Damião. No cenário nacional, foi na derrota para o Athletico-PR na Copa do Brasil de 2019.

Para carimbar o passaporte a Córdoba, o Inter terá de superar o Melgar nesta etapa do torneio e, caso avance, terá pela frente o vencedor de Deportivo Táchira e Independiente del Valle. Os equatorianos saíram em vantagem ao triunfar por 1 a 0 na Venezuela.

- Para mim não pesa (o momento de decisões). A mim gera empolgação! Empolga ter a chance de brigar por um título sul-americano. Sabemos que não vai ser fácil, a fase de grupos já foi complicado para nós. Não tem rival fácil. Temos uma nova prova. São dois jogos e vamos tentar melhorar o que fizemos mal no Chile para poder conseguir o resultado positivo e depois definir em casa - disse Mercado em entrevista coletiva.

Apontado como candidato a chegar à finalíssima do lado esquerdo do chaveamento, o Inter blinda o vestiário e rejeita o status de favorito. Um dos rivais da outra chave, que só poderia duelar em uma eventual final, o técnico Rogério Ceni, do São Paulo, vê o clube gaúcho com caminho aberto.

- Para nós seria muito especial e para o Inter também (disputar a final), mas temos vários times pelo caminho. O Inter está numa vida mais tranquila que a gente. Eles podem ter o Del Valle no futuro, já é um jogo mais pesado. O Inter tem um caminho bem trilhado para chegar à final. O nosso lado é bem mais pesado - disse Rogério Ceni após o empate por 3 a 3 no Beira-Rio.

Mano Menezes teve três treinamentos para preparar a equipe. Mesmo com os retornos das referências técnicas, Alan Patrick e Taison, Mauricio, autor de dois gols contra o Galo, será mantido entre os titulares.

Provável Inter: Daniel; Bustos, Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Edenilson, De Pena e Mauricio; Wanderson e Alemão

O treinador ainda conta no Peru com Keiller, Émerson Júnior, Thauan Lara, Kaique Rocha, Johnny, Liziero, Alan Patrick, Taison, Estevão, Lucas Ramos, Pedro Henrique, David e Braian Romero.

Inter e Melgar se enfrentam na quinta-feira, às 19h15, no Estádio Monumental de la UNSA, em Arequipa. O gol qualificado não é critério de desempate na Sul-Americana.


Fonte: Globoesporte.com


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.