Sexta-feira, 10 de Junho de 2022 - 07h51
Inter tem crise de goleadores e nenhum jogador fez mais de três gols no ano
Colorado é o 7º colocado no Brasileiro
Foto: Divulgação

Marcar três gols em um jogo não é comum, mas acontece. Com o Internacional mesmo aconteceu há pouco tempo, com Rodrigo Dourado contra o 9 de Octubre, pela Copa Sul-Americana. Mas se engana quem pensa que balançar as redes é algo fácil para o clube gaúcho. Com artilheiros em crise, nenhum jogador do elenco colorado marcou mais de três vezes pelo time em toda a temporada.

O número é muito pesado e fica ainda mais forte quando se compara os atletas do elenco vermelho com outros jogadores. Calleri, do São Paulo, por exemplo, é artilheiro do Brasileirão com nove gols. Na temporada, balançou as redes rivais por 17 vezes. É mais do que cinco vezes o que fizeram os jogadores com mais gols no Inter.

Hulk, do Atlético-MG, marcou seis gols no Brasileiro. Em 2022, o robusto atacante já fez 20 gols. Cano, do Fluminense, que também tem seis no Nacional, já fez 21 gols neste ano. Ou seja, Cano marcou sete vezes o número de gols dos artilheiros do Inter.

Então, vamos aos goleadores do Colorado. São seis jogadores que estão empatados com três gols cada em 2022. Taison, Alemão, Wanderson, Rodrigo Dourado, Edenilson e Mauricio.

Somando os gols de todos os artilheiros do Inter, ainda dá menos do que Hulk ou Cano.

O restante dos gols foram marcados por: Caio Vidal, D'Alessandro, David, Bruno Méndez, De Pena e Wesley Moraes (dois gols cada), Vitão, Alan Patrick, Estevão, Johnny e Yuri Alberto (um gol cada) e dois gols contra, totalizando 37 na temporada.

A crise na conclusão de jogadas tem reflexos imediatos e futuros. O primeiro deles é a incerteza sobre quem é o comandante de ataque titular do time. Mano Menezes já buscou todo o tipo de soluções, seja com David, Alemão, Wesley Moraes, Cadorini ou até mesmo sem nenhum deles, como quando colocou Taison mais próximo do gol rival.

"O Alemão vem de uma parada, tínhamos até um plano de preparação mais adequada para ele, mas não foi possível porque o Wesley esteve febril e o Cadorini sentiu um desconforto. Ele está ganhando adaptação a este alto nível. Entrou bem hoje [quarta, contra o Santos], melhor que no jogo passado. Mas vamos continuar fazendo como fizemos até agora. Às vezes iniciamos com um jogador da função, outra com jogador de movimentação, até para tirar proveito de outras situações", declarou Mano, após o empate na Vila Belmiro.

O reflexo futuro é a contratação de mais um centroavante. A falta de gols se reflete imediatamente na pressa da direção do clube em achar um jogador que possa resolver a crise entre os artilheiros do Internacional.

Outra alternativa tratada nos bastidores é o retorno de Thiago Galhardo. O jogador esteve emprestado ao Celta, da Espanha, mas não teve direitos comprados, já regressou ao Brasil e pode ser aproveitado pela atual comissão técnica caso se acerte com a diretoria do clube.


Fonte: Uol/esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.