Sexta-feira, 13 de Maio de 2022 - 07h44
Mano conquistou o Brasil pelo Corinthians, e quer repetir caminho no Inter
Treinador ainda não perdeu no comando do time
Foto: Ricardo Duarte/ Internacional

Mano Menezes tinha feito um bom trabalho no Grêmio, era o técnico da volta à Série A de forma heroica na 'Batalha dos Aflitos', ganhou dois Estaduais e foi vice-campeão da Libertadores. Mas sua ascensão no futebol nacional se deu mesmo no Corinthians. Campeão da Copa do Brasil, da Série B e do Paulista, ele assumiu a seleção brasileira e se posicionou como um dos principais treinadores do país. É exatamente este caminho que gaúcho de Passo do Sobrado busca refazer agora, num recomeço de carreira pelo Internacional.

O time que levou Mano ao auge e a equipe em que busca sua retomada se enfrentam amanhã (14), pela sexta rodada do Brasileirão. Frente e frente, Timão e Colorado expõem o passado e o desejo de futuro da trajetória do treinador de 59 anos.

Depois de uma primeira passagem dos sonhos pelo Corinthians, Mano Menezes retornou ao clube paulista na temporada 2014 e enfrentou problemas nos bastidores. Em meio ao racha do grupo Renovação & Transparência entre os hoje ex-presidentes Mário Gobbi, Roberto de Andrade e Andrés Sanchez, o gaúcho decidiu fechar o vestiário para não permitir que a influência externa atrapalhasse os jogadores.

Para alguns, o posicionamento de Mano foi um sinal claro de que o treinador escolheu um lado da história. A atual diretoria do Corinthians, embora respeite o treinador e o reconheça como responsável pela reconstrução da equipe, após o rebaixamento em 2007, entende que o gaúcho não tem mais espaço no CT Joaquim Grava e, por isso, nem sequer o cogitou antes de contratar Sylvinho e, mais recentemente, Vítor Pereira.

O Inter para Mano Menezes surge num cenário semelhante ao Corinthians do passado. Depois dos títulos, mas também de ter participado da temporada de rebaixamento no Cruzeiro, do insucesso no curto período no Bahia e de passagem pelo futebol da Arábia Saudita, o Colorado simboliza a chance de se recolocar nos postos mais altos.

Tal situação foi, inclusive, citada por ele em sua apresentação no Beira-Rio. Mano entende que o Colorado poderá lhe dar a oportunidade de ressurgir após um tempo longe dos maiores feitos.

"Eu acredito na vida que tudo tem a sua hora. E acredito muito que estou aqui porque sou um treinador com característica, bagagem e conhecimento para estar aqui. Mas que o Inter é o clube certo para me ajudar. Quando existe esse complemento de interesses, as coisas tendem a andar bem. É nisso que acredito", explicou o treinador.

Nos bastidores, todos os relatos apontam para um treinador empenhado, motivado e feliz pela chance de ressurgir. Nem mesmo o passado ligado de alguma forma ao Grêmio está presente no entorno de Mano. Até porque antes de treinar o tradicional oponente, ele passou pela base do Inter.

São cinco jogos no comando do Colorado até agora, com duas vitórias e três empates. A invencibilidade contrasta com uma sequência de jogos cujos resultados poderiam ser melhores, como o 0 a 0 contra o Avaí, em casa, o empate com o Guaireña, no Paraguai, e o 1 a 1 sofrido nos acréscimos do segundo tempo contra o Juventude.


Fonte: Uol/esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.