Quinta-feira, 25 de Novembro de 2021 - 11h33 - Atualizado em: Quinta-feira, 25 de Novembro de 2021
Aproveitamento recente de penúltimo ameaça vaga do Inter na Libertadores
Colorado perdeu os últimos três jogos
Foto: Divulgação

A queda de rendimento do Inter no Brasileirão é inegável. A derrota para o Fluminense por 1 a 0, ontem (24), foi mais um capítulo de uma trajetória que despenca. Com aproveitamento de penúltimo colocado nos últimos 10 jogos, o Colorado admite que sua vaga na próxima Libertadores está ameaçada.

Ainda na saída de campo, o meio-campista Edenilson foi o primeiro a mostrar certo receio com o momento da equipe. Disse que é necessário observar as falhas para corrigir os erros e evitar que a vaga se perca na reta final.

O mesmo, porém em outras palavras, disse Diego Aguirre, técnico do time. Durante sua entrevista coletiva, sobraram reflexões sobre a fase da equipe. Em todos os momentos, ele admitiu a queda.

"Eu sempre falo a mesma coisa quando há uma fase ruim. A primeira coisa que pode mudar é o próximo jogo. Vamos fazer de tudo para tentar ganhar domingo, em casa, e depois vamos ver o que acontece. Estamos numa situação um pouco difícil na tabela porque imaginávamos outro momento. Temos que enfrentar este momento de dificuldade", explicou o treinador.

Considerando o recorte recente dos 10 últimos jogos, o Inter tem apenas duas vitórias (Grêmio e Athletico Paranaense), mais dois empates (Corinthians e Red Bull Bragantino), e seis derrotas (Fluminense, Flamengo, Cuiabá, Juventude, São Paulo e Palmeiras). O retrospecto gera 26% de aproveitamento, superior apenas aos 15% conquistados pela lanterna e já rebaixada Chapecoense na competição até agora.

"Os jogadores deram tudo de si e estamos numa fase ruim. Mas, também, como eu falei para os jogadores, ainda não acabou. Temos que reverter e há três jogos pela frente", afirmou o treinador.

Olhar para a classificação, agora, gera nova preocupação. O Inter perdeu totalmente a conexão com o grupo do topo da tabela. Se em outro momento sonhou em ficar entre os quatro primeiros, a realidade é bem distante disso. Até mesmo o G6 —que daria lugar na Libertadores de 2022 independentemente de novas vagas sendo abertas— ficou complicado. O sexto colocado é o Red Bull Bragantino, que tem cinco pontos a mais que o Inter.

Considerando que Flamengo e Palmeiras, que disputam a final desta edição da Libertadores, estão na frente, mais um time será contemplado com vaga. Mas este também já abriu diferença do Colorado. É o Fluminense, sétimo colocado, com 51 pontos.

Mas outra vaga será aberta pelo campeão da Copa do Brasil. Atlético-MG e Athletico fazem a final. O time mineiro lidera o Brasileiro com sobras e já teria vaga. O Furacão, que foi campeão da Sul-Americana, também. Logo, o oitavo, atualmente o Inter, com 47 pontos, também leva sua vaga.

O problema vem logo atrás. Ceará e América-MG têm um jogo a menos que o time de Porto Alegre e estão bem próximos. O Vozão tem 46 pontos e o Coelho soma 45.

"Eu não falo de vaga nem de sem vaga. Temos que ganhar o próximo jogo, e melhorar. As conclusões, vamos tirar quando acabar o campeonato. É muito difícil, e temos uma baixa de rendimento, eu aceito isso. É importante que perdemos o Yuri [Alberto], nosso artilheiro e melhor jogador de ataque. É uma coisa importante perder nosso melhor jogador de ataque, nosso artilheiro, que sempre ajudou muito. São situações que dificultaram, e o time sentiu", finalizou Aguirre.

O próximo compromisso do Inter será no domingo (28), contra o Santos, em casa.


Fonte: Uol/ esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.