Quinta-feira, 22 de Julho de 2021 - 07h48
Grêmio vive maior jejum na Arena
Tricolor não vence há seis jogos em casa
Foto: Divulgação

A derrota de virada para a LDU, resultando na eliminação na Copa Sul-Americana, não para de revelar detalhes do momento vivido pelo Grêmio. Além do prejuízo financeiro e do baque emocional, o clube viu aumentar sua sequência de jogos sem vitória como mandante. A série atual, de seis partidas sem ganhar, é a maior da história em sua na Arena do Grêmio.

O último triunfo como mandante no estádio que foi inaugurado em 2012 foi contra o Santa Cruz-RS, na Recopa Gaúcha. Lá se vão 45 dias.

Na última vitória em casa, Tiago Nunes ainda era o treinador. Mas como estava isolado, por teste positivo para covid-19, o time foi comandado por Pedro Sotero, então analista de desempenho e único da comissão técnica trazida pelo comandante a não estar infectado.

Desde 6 de junho, o Grêmio jogou em casa contra Athletico-PR, Santos, Fortaleza, Atlético-GO, Internacional e LDU, do Equador. Empatou três e perdeu outras três. A derrota para o Atlético-GO fez o clube demitir Tiago Nunes, contratado em abril. E o empate sem gols com o Inter foi, em certa medida, comemorado por ocorrer um dia após o primeiro treino de Felipão com o elenco.

O desempenho em casa ajuda a explicar a campanha no Campeonato Brasileiro. Até aqui, o Grêmio tem seis pontos em 11 jogos disputados. Uma vitória, fora de casa, e três empates. Motivos de sobra para enorme preocupação dentro do clube.

Na história do estádio, o Grêmio nunca havia ficado tanto tempo sem ganhar um jogo. Até 2015, o jejum máximo havia sido de três partidas sem vitória como mandante. No ano passado, o pior momento como mandante foi com cinco jogos sem vencer na Arena do Grêmio.

O Grêmio volta a campo diante do América-MG, no sábado (24), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo, em Porto Alegre, é uma oportunidade para encerrar ou jejum. Ou, então, viver outra página inédita na história recente do clube.

Confira maiores sequência sem vitória na Arena do Grêmio

2013: 3 jogos - Corinthians 0 x 0 (Copa do Brasil), Bahia 0 x 0 (Brasileiro), Athletico 0 x 0 (Brasileiro)

2014: 3 jogos - Palmeiras 0 x 0, Goiás 0 x 0, Coritiba 2 x 3 (todos pelo Brasileirão)

2015: 2 jogos - Inter 0 x 0 (Gauchão), Ponte Preta 3 x 3 (Brasileirão)

2016: 4 jogos - Atlético-MG 1 x 1, Palmeiras 0 x 0, Fluminense 0 x 1 (Brasileirão); Athletico-PR 0 x 1 (Copa do Brasil)

2017: 4 jogos - São José-RS 1 x 1 (Gauchão); Ceará 1 x 1 (Primeira Liga); Inter 2 x 2; Veranópolis 1 x 1 (Gauchão)

2018: 3 jogos - Bahia 2 x 2, Sport 3 x 4 (Brasileirão); River 1 x 2 (Libertadores)

2019: 3 jogos - Inter 0 x 0 (Gauchão); Santos 1 x 2, Fluminense 4 x 5 (Brasileirão)

2020: 5 jogos - Corinthians 0 x 0 (Brasileirão); Caxias 1 x 2 (Gauchão); Sport 1 x 2, Fortaleza 1 x 1, Palmeiras 1 x 1 (Brasileirão)

2021: 6 jogos - Athletico-PR 0 x 1, Santos 2 x 2, Fortaleza 0 x 0, Atlético-GO 0 x 1, Internacional 0 x 0 (Brasileirão); LDU 0 x 1 (Sul-Americana)


Fonte: Uol/ esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.