Sábado, 21 de Novembro de 2020 - 08h48 - Atualizado em: Sábado, 21 de Novembro de 2020
​Árbitro relata em súmula ofensas de Osmar Loss e expulsão de Lindoso
Jogo foi marcado por uma confusão no final da disputa de pênaltis vencida pelo América Mineiro
Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

A partida que marcou a eliminação do Inter na Copa do Brasil seguiu tendo consequências além dos 90 minutos.

Após a vitória do América Mineiro nas penalidades, o meia Alê, do Coelho, e o volante Rodrigo Lindoso, do Colorado, foram expulsos pela confusão generalizada que ocorreu depois do lateral-esquerdo Uendel desperdiçar sua cobrança e classificar os donos da casa.

As punições constam na súmula do árbitro do jogo, Vinícius Gonçalves Dias Araújo, de São Paulo. Por terem sido atribuídas com os atletas já no vestiário, os capitães de cada equipe é que foram informados.

O jogador do Coelho, segundo a arbitragem, foi o responsável por motivar o tumulto entre as equipes com provocações.

O atleta colorado teria "caído na pilha", ficando irritado, e precisando ser contido por seus companheiros para não agredir o rival.

O prejuízo com as expulsões acaba sendo pior para o América, que já tem um desfalque garantido para as semifinais da competição contra o Palmeiras.

Rodrigo Lindoso só cumprirá a pena na edição de 2021.

Ainda durante os noventa minutos, outro incidente foi constatado pelo árbitro.

O recém-chegado Osmar Loss, novo auxiliar técnico permanente no Beira-Rio, também foi lembrado na súmula.

Conforme diz o documento, depois de assinalar uma falta para os donos da casa, o árbitro ouviu gritos ofensivos - "Filho da p*, careca" - por parte de Loss, que acompanhava a partida das arquibancadas na Arena Independência.


Fonte: Correio do Povo


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.