Quarta-feira, 18 de Novembro de 2020 - 23h52
Inter é eliminado da Copa do Brasil nos pênaltis para o América-MG
Colorado chegou a marcar no último lance do jogo e vencer por 1 a 0 no tempo normal, mas foi derrotado por 6 a 5 nas cobranças
Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

O torcedor colorado viveu emoções distintas na noite desta quarta-feira, contra o América-MG, nas quartas de final da Copa do Brasil. Até marcou 1 a 0 no tempo normal, no último lance do jogo, para levar o time aos pênaltis de modo dramático. No entanto, a reversão de expectativas veio novamente após as cobranças. Na decisão, melhor para o América, que venceu e eliminou o Inter da competição.

O único gol do jogo foi marcado no último lance. Aos 50 da etapa final, em falta na direita, a bola chegou até Yuri Alberto, que mandou para as redes para garantir o 1 a 0.

Com o resultado, o Inter está eliminado da Copa do Brasil 2020, e concentra suas forças no Brasileirão e na Copa Libertadores. O próximo compromisso do Colorado é pelo Campeonato Brasileiro, diante do Fluminense, no domingo. A partida acontece no Estádio Beira-Rio, às 18h15min, válida pela 22ª rodada.

Inter começa bem, mas não finaliza

O técnico Abel Braga optou por realizar algumas alterações na equipe, passando a implementar suas características na comparação com o time de Eduardo Coudet. Voltou a posicionar o time em um 3-2-3-1, com Dourado e Lindoso na dupla de volantes, D’Alessandro entre os titulares e Leandro Fernández aberto por uma das pontas. Na frente, Thiago Galhardo era o centroavante.

Precisando reverter desvantagem do primeiro jogo, o Inter de Abel Braga, com uma formação diferente, fez seu melhor começo de jogo. Pressionou o América e ocupou o campo adversário, atacando e com mais tempo de posse de bola. Aos oito, após tabela de D'Alessandro e Rodinei, Leandro Fernández teve a primeira boa chance do Inter, mas a zaga afastou.

Nos primeiros 15 minutos de jogo, o Colorado tinha 70% de posse de bola, contra 30% do rival. O América-MG só finalizaria pela primeira vez aos 18, quando João Paulo bateu de primeira e bola passou sobre o travessão, levando perigo a Marcelo Lomba.

No entanto, a posse de bola inicial não conseguiu se mostrar efetiva. O Inter não voltou a ameaçar o gol do América-MG, e diminuiu também o ritmo agressivo dos primeiros minutos. Aos 32 minutos, os donos da casa investiram com perigo. Ademir recebeu na direita e limpou Victor Cuesta, que caiu sentado no gramado. Coube a Rodrigo Dourado, um dos melhores em campo no primeiro tempo, fazer a intervenção e evitar o gol.

O ritmo diminuiu, e a chuva tornou o campo ainda mais pesado. Cada vez mais confortável, o América-MG passou a controlar o jogo. O Inter esbarrava na dificuldade de criação e nos erros de passe no meio, especialmente com D’Alessandro. Assim, o único resultado possível ao intervalo foi o 0 a 0.

Yuri Alberto marca no fim e leva jogo para os pênaltis

No segundo tempo, foi o América-MG quem voltou melhor. A equipe de Lisca passou a se aproveitar de contra-ataques e, com oito minutos, chegou a criar duas chances de gol. Primeiro, Geovane arriscou de longe e Lomba defendeu. Depois, Flávio finalizou por cima do travessão.

Diante de um cenário que pouco se modificou, já que a posse de bola do Inter ainda era pouco produtiva, Abel Braga optou por colocar atacantes no time. Sacou o apagado Leandro Fernández para tentar melhores alternativas com Yuri Alberto. Depois, fez outras duas trocas. Tirou Rodrigo Dourado e o lateral Moisés, para colocar a campo Uendel e promoveu a estreia do garoto Caio, da base, nos profissionais do Inter.

No entanto, as trocas não funcionaram da maneira esperada. O Inter seguia com dificuldade de criar chances de gol, e a posse de bola de 78% aos 34 minutos da etapa final de nada servia. O América-MG, especialmente na figura do zagueiro Messias, fazia jogo seguro defensivamente.

O Inter abusou da bola lançada na área, especialmente no fim do jogo. Assim como ocorreu ao longo de toda a partida, o goleiro Matheus Cavichioli soube neutralizar as jogadas. No entanto, o América-MG foi castigado no último lance do jogo. Em falta pelo lado direito, o cruzamento encontrou Yuri Alberto, que marcou 1 a 0 para levar a partida para os pênaltis.

Na decisão, melhor para o América-MG. A vitória por 6 a 5 nas cobranças garantiu a classificação às semifinais da Copa do Brasil.

Copa do Brasil - jogo de volta da semifinal

América-MG 0

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson e João Paulo; Flavio, Felipe Azevedo, Juninho e Ademir; Geovane e Rodolfo. Técnico: Lisca.

Inter 0

Lomba; Rodinei, Zé Gabriel, Cuesta e Moisés; Dourado, Lindoso, Edenílson, D'Alessandro e Leandro Fernández; Thiago Galhardo. Técnico: Abel Braga.

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data e hora: 18/11, às 21h30min


Fonte: Correio do Povo


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.