Terça-feira, 15 de Setembro de 2020 - 07h41
Após seis meses, Inter volta à Libertadores bem diferente
Colorado joga nesta quarta
Guerrero é desfalque

Guerrero é desfalque

Foto: Ricardo Duarte/Inter

O Internacional retoma sua participação na Libertadores amanhã (16). Contra o América de Cali, às 19h15 (de Brasília), no Beira-Rio, o Colorado tenta defender a liderança do Grupo E da competição continental. Seis meses depois da última partida, a equipe segue sob comando de Eduardo Coudet, mas com várias alterações.

O Inter passou por duas fases preliminares no torneio. Eliminou Universidad de Chile, com empate em 0 a 0 fora de casa e vitória por 2 a 0 como local, e o Tolima, com nova igualdade sem gols na Colômbia combinada com triunfo por 1 a 0 no Beira-Rio.

Na fase de grupos foram dois jogos, vitória por 3 a 0 sobre a Universidad Católica, do Chile, e empate sem gols no clássico Gre-Nal. Com mesmo número de pontos que o tradicional rival, o Colorado lidera a chave no saldo de gols.

Saravia na vaga de Rodinei

Ainda que já estivesse no clube, Saravia disputava seus primeiros jogos quando o Inter encarou o Grêmio, em 12 de março, no último compromisso pela Libertadores até agora. Por isso, começou a partida na reserva de Rodinei. Atualmente, o argentino é absoluto no lado direito da zaga, tanto que foi preservado do jogo contra o Goiás — pelo Brasileiro — para estar 100% nesta quarta.

Bruno Fuchs é vendido e novo jovem aparece

O companheiro de Cuesta na zaga mudou. Bruno Fuchs era aposta de Eduardo Coudet desde o princípio do ano, deixando Rodrigo Moledo na reserva. Mas o destaque atraiu interessados e o CSKA Moscou firmou sua compra em agosto. A lacuna novamente não ficou com Moledo, e foi preenchida por Zé Gabriel, outro jovem criado na base vermelha. Atualmente, Zé tem repetido boas atuações e é dono do posto.

Suspensões descaracterizam time ideal

O primeiro clássico Gre-Nal da Libertadores terminou sem gols, mas com muita confusão. A pancadaria que tomou o gramado da Arena teve como resultado oito expulsões. Quatro delas foram para o Inter, com jogadores suspensos do compromisso com o América de Cali. Praxedes é reserva normalmente, mas Edenilson, Cuesta e Moisés estão entre os titulares de Coudet.

Guerrero não atua mais em 2020 e surge novo artilheiro

Paolo Guerrero empolgava a cada jogo da Libertadores pelo Inter. Até a paralisação da competição em razão da pandemia de novo coronavírus, o peruano tinha três gols no torneio, metade dos marcados pelo time. Mas o rompimento nos ligamentos do joelho direito, que obrigaram uma cirurgia e afastamento até a temporada que vem, impede sequência e abriu espaço para o surgimento de um novo artilheiro. Thiago Galhardo é quem embala as esperanças dos colorados neste momento. Na ocasião do último jogo, ele ainda estava conquistando lugar entre os titulares, hoje é goleador do Brasileirão.

Patrick volta a ser protagonista

Patrick não era mais titular do Inter. Marcos Guilherme e Boschilia eram os meias, Edenilson e Musto (alterando com Lindoso) os volantes, quando a Libertadores parou. Porém, depois de muito trabalho, o Pantera Negra retomou protagonismo na equipe de Coudet e atualmente é peça importante nas movimentações da equipe.


Fonte: Uol/ esporte


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.