Segunda-feira, 15 de Abril de 2019 - 06h18 - Atualizado em: Segunda-feira, 15 de Abril de 2019
Avaí vence Criciúma nos pênaltis e vai à final do Catarinense 2019
Frigeri defende duas cobranças do Tigre e coloca o Leão na decisão após dois anos
Foto: Tiago Ghizoni, Diário Catarinense

O time da raça está na final do Campeonato Catarinense 2019.

Na tarde deste domingo, o Avaí passou pelo Criciúma nos pênaltis, por 4 a 2, após empate por 1 a 1 no tempo normal. Na Ressacada, Daniel Amorim colocou os azurras na frente, mas Léo Gamalho levou a disputa da vaga às penalidades. Foi aí que o goleiro Lucas Frigeri defendeu as batidas de Wesley e Marlon e garantiu a classificação leonina. A equipe do técnico Geninho volta à decisão após dois anos, quando foi vice-campeão ao perder para a Chapecoense.

No próximo domingo, a final terá sabor de revanche. Isso porque, do outro lado, agora na Ressacada, estará a Chape. Neste domingo, o time do Oeste venceu o Figueirense por 1 a 0 e se garantiu na decisão. Será a oportunidade para o Avaí encerrar o jejum de sete anos sem título. A última conquista do Leão foi em 2012.

Mesmo fora de casa, o Criciúma começou melhor e levou perigo aos dois minutos. Wesley cobrou escanteio fechado na tentativa de encobrir Frigeri, mas o goleiro do Leão, com um soco, evitou o gol.

O Avaí conseguiu equilibrar e teve chance aos 15. Matheus Barbosa ficou com a sobra pelo lado direito do ataque e arrematou. A bola foi à direita da meta de Bruno Grassi. Aos 18, o Tigre teve outra chance com Wesley, mas o meia sem marcação.

O restante do primeiro tempo se baseou em tentativas de ataque do Avaí e contra-ataques do Criciúma. Além disso, os jogadores do Leão reclamaram muito dos minutos perdidos por causa da demora dos atletas do time do Sul do Estado ao repor a bola em jogo. Fora isso, os goleiros tiveram pouco trabalho nos primeiros 45 minutos da semifinal, mas isso iria mudar depois do intervalo.

Com Brizuela no lugar de Matheus Barbosa, contestado pela torcida, o Avaí melhorou. Aos dois minutos da etapa final, o Leão abriu o placar. Igor Fernandes recebeu de João Paulo foi à linha de fundo pela esquerda e rolou para trás. Daniel Amorim completou e anotou o nono gol dele no Catarinense. Mas a festa azurra durou pouco. Aos quatro, Léo Gamalho empatou após aproveitar o cruzamento de Vinicius e mandar para o fundo da rede de Frigeri.

Após os gols, os times adotaram posturas semelhantes e pouco atacaram. Foi momento de mais trocas. Gilson Kleina colocou Zé Augusto na vaga do experiente Maicon, enquanto Geninho respondeu com Gegê na vaga de Daniel Amorim. Com mais movimentação, as chances voltaram a aparecer. Aos 30, João Paulo cobrou escanteio e Marquinhos Silva cabeceou por cima do gol do Tigre. Em seguida, foi a vez de Reis perder para o Criciúma.

Ainda assim, as equipes se fecharam bastante pelo meio. O jeito foi tentar de longe. Aos 34, o colombiano Mosquera fez uma linda jogada e arriscou da intermediária, mas a bola foi pela linha de fundo. A resposta do Criciúma foi três minutos depois com o volante Zé Augusto. Ele avançou pelo lado direito e chutou com força, mas mandou à esquerda do gol azurra. Com a igualdade, a disputa da vaga na final foi para as penalidades.

Nas batidas, brilhou a estrela do goleiro Lucas Frigeri. Ele defendeu as cobranças de Wesley e Marlon, e viu o Avaí anotar quatro gols com João Paulo, Gegê, Pedro Castro e Igor Fernandes para comemorar a classificação azurra à final do Catarinense 2019.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 (4) X (2) 1 CRICIÚMA

AVAÍ

Lucas Frigeri; Lourenço (Julinho), Marquinhos Silva, Betão e Igor Fernandes; Mosquera, Pedro Castro e Matheus Barbosa (Brizuela); João Paulo, Daniel Amorim (Gegê) e Getúlio. Técnico: Geninho.

CRICIÚMA

Bruno Grassi; Maicon (Zé Augusto), Sandro, Derlan e Marlon; Jean Mangabeira, Wesley e Caíque (Daniel Costa); Reis, Vinicius e Andrew (Léo Gamalho). Técnico: Gilson Kleina

GOLS: Daniel Amorim (A, 2'/2T) e Léo Gamalho (C, 5'/2T).

CARTÕES AMARELOS: Marquinhos Silva (A). Caíque e Maicon (C).

ARBITRAGEM: Rafael Traci, auxiliado por Johnny Barros de Oliveira e Henrique Neu Ribeiro.

BORDERÔ: 9.618 torcedores para renda de R$ 174.442,00.

LOCAL: Ressacada, em Florianópolis.


Fonte: Diário Catarinense/ NSC Total


COMPARTILHE:

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.